MICROAGULHAMENTO

Esta técnica inovadora, é indicada especialmente para a melhora da flacidez de pele facial e corporal, estrias, cicatrizes de acne, cirurgias e queimaduras, e também para queda de cabelo. Tem a vantagem de ser um procedimento feito no consultório, bem tolerado, com período curto de recuperação. A expectativa de melhora após a primeira sessão é de cerca de 1 mês.


Obs. Todo tratamento estético apresenta resultados diferentes por pessoa.

Marque sua consulta

UNIDADE PORTO ALEGRE - RS
51 99688.7444  | 51 3517.4261
UNIDADE GRAVATAÍ - RS
51 99523.8512  | 51 3128.0170
 contato@leducestetica.com.br

Nossos diferenciais

Biomédicos renomados

Produtos de Alta Qualidade

Equipe Profissional

Satisfação Efetiva



Dúvidas?


Nesta técnica, a pele é perfurada superficialmente, criando múltiplos micro-canais, estimulando assim os fibroblastos, células responsáveis pelo estimulo de colágeno e elastina da pele. O procedimento pode ser realizado com um anestésico tópico, então o aparelho é aplicado sobre a pele, fazendo o rolamento do roller com as agulhas, formando o desenho de uma estrela. Pode apresentar pontos de sangue na pele, deixando algumas regiões com eritema que desaparecem após algumas horas, portanto a pessoa não precisa ausentar-se de seus compromissos.
O microagulhamento pode ser feito em qualquer lugar do corpo, como rosto, colo, pescoço, mãos, braços, seios, coxas, abdômen, entre outros. Ele inclusive pode ser feito no couro cabeludo, para estimular a circulação sanguínea da região. Suas indicações são: Estrias Flacidez de pele Cicatrizes de acne Queda de cabelo
Pacientes com problemas de coagulação sanguínea, em uso de anticoagulantes, pessoas com diabetes não controlado ou câncer e com lesão ou doença de pele ativa na região que será tratada são todos contraindicados a fazer o microagulhamento. O procedimento também não pode ser feito em pessoas que possuem acne ou com herpes ativa. Pessoas com propensão a queloide devem ser avaliadas, e podem ser contraindicadas ao microagulhamento em algumas regiões do corpo. O microagulhamento também é contraindicado para quem tem psoríase ou fez uso de isotretinoina nos seis meses anteriores.
Trata-se de um protocolo através do qual se utiliza formulações com princípios ativos à base de fatores de crescimento e peptídeos nanoencapsulados que penetram nestes micro-canais com maior efetividade, sendo usado de acordo com cada tratamento. O objetivo é a estimulação da derme com renovação do colágeno e formação de novos vasos sanguíneos, melhorando assim a qualidade e textura da pele, e é denominada Terapia por Indução de Colágeno.
A possibilidade de complicações é remota e temporária. Quando ocorre, geralmente aparece na forma de vermelhidão prolongada ou algumas manchas roxas.
Em geral são feitas entre três e quatro sessões de microagulhamento, com intervalo de um mês entre elas, para recuperação da pele. Mas a quantidade de sessões e intervalo podem variar de acordo com a finalidade do tratamento. Cada sessão dura, em média, de 30 minutos a uma hora.